Saúde

Nutricionismo e Veganismo : Muito além dos direitos dos animais

No dia do nutricionista , destacamos a opção de vida que tem ganhado adeptos em todo mundo. O movimento só cresce com as atuais preocupações globais, que incluem desmatamento desenfreado, poluição de rios e mares e demanda maior por comida.

Por : Nanci Dainezi
Foto : Arquivo Pessoal

O veganismo é muito mais do que um estilo de vida, ou uma moda passageira, que retira do prato e da vida de uma pessoa todos os “produtos” de origem animal.

Ele vai também muito além da versão romântica do amor para com os animais, ou o direito deles à vida, que todos sabemos que eles têm.

O veganismo é um movimento que começa internamente, com a contestação de tudo o que achamos errado, principalmente o modo como os animais são “produtificados” e diminuídos a um simples pedaço de algo exposto na geladeira de algum supermercado.

Em geral começa com pessoas que gostam muito de seus pets, mas que em algum momento da vida prestou atenção naquele pedaço de carne em seu prato e descobriu que esse bife, hambúrguer ou similar já foi um animal, que teve a sua vida ceifada abruptamente para virar aquela comida em seu prato.

Este “start” faz a pessoa perceber aos poucos toda a intrínseca cadeia que está por detrás de seu “delicioso” menu.

Essa cadeia começa com uma ou mais pessoas, comprando ou invadindo terras, queimando florestas virgens e colocando gado, para depois comercializar bem caro como “comodities” aos públicos interno e externo do país.

Sim, a demanda gera a oferta, e assim florestas que antes abrigavam flora e fauna exuberantes vão virando pasto para “girar a roda da economia” de forma completamente inconsequente e ignorante.

Não só a carne, mas também o leite, ovos, couro e tantos outros “produtos” advêm desta cadeia e, em razão disso, os veganos retiram esses itens de sua vida por completo e os substituem por uma infinidade de grãos, frutas, verduras, legumes, etc.

O resultado não poderia ser outro: mais saúde, mais disposição, mais vitalidade e um envelhecimento bem menos acentuado, afinal, nosso organismo gasta bem menos energia para processar e digerir um legume do que um naco de carne.

Alerta global

Com uma população de cerca de 7,8 bilhões de pessoas em todo o planeta, a Terra já está mandando sinais de alerta para os desmandos humanos que estão alterando seu clima, poluindo as águas de rios e mares e mudando a paisagem de muitas localidades: pandemias, inundações, seca, terremotos, erupção de vulcões, entre outras catástrofes que destroem e matam muitos.

Mas somos os culpados, já que com nosso atual estilo de vida 100% consumista e egoísta estamos ajudando a destruir não só as pessoas, mas também a nossa casa, que é o planeta, e com velocidade espantosa. Que planeta será deixado para as futuras gerações?

Se você é uma dessas pessoas que ama plantas, animais e seus irmãos humanos, tente diminuir a carne no seu prato, e pesquise sobre a forma de tratamento dado aos animais na indústria da carne, do leite, do couro, e na indústria pesqueira para começar.

Há muita fonte boa na internet.

Faça como cerca de sete milhões de brasileiros (8% da população) que aderiram ao veganismo: descubra as vantagens desse estilo de vida e os deliciosos sabores sem crueldade da culinária vegana.

Veganismo á Brasileira : Restaurante de comida nordestina aposta em cardápio vegano

Baião Vegano – Divulgação

Quando pensamos em comida regional, como a nordestina, logo nos vem a mente, um cardápio de opções que foca muito tempero, gordura, carnes ou pimenta .

Muitos estabelecimentos estão se adequando a nova realidade de comportamento, em que se há a preocupação com o planeta .

Restaurante Nordeste a Mesa, localizado no Bairro do Brooklin, aposta no veganismo e põe a disposição dos seus fiéis frequentadores, algumas opções, como o Baião Vegetariano, um prato que traz arroz, feijão de corda, queijo coalho, banana da terra, mandioca e legumes variados. Alguns optam também por substituir o queijo, sendo prontamente atendidos.

Segundo o proprietário do local, Sr. Francisco de Souza, o Baião Vegetariano foi criado para atender a um pedido da sua filha que havia se tornado vegana, foi incorporado ao cardápio do restaurante e a adesão da clientela o fez aumentar o pacote vegano com novos pratos .

  • Nanci Dainezi, jornalista, vegana, escritora e dona do canal do You Tube “Não Caindo de Madura”

https://www.youtube.com/channel/UCev_LMEJJt0d25g0vOUR3sw

  • Restaurante  Nordeste a Mesa

              Av. Nova Independência, 453 – Brooklin – São Paulo – SP

http://www.nordesteamesa.com.br/Categorias:

Um comentário em “Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *